Psicopedagogia, Psicologia e Fonoaudiologia em Curitiba.

Avaliação do Desenvolvimento Infantil

Você está aqui: Home: Avaliação do Desenvolvimento Infantil

Avaliação do Desenvolvimento Infantil

Atualmente nossa cultura curativa, nos alerta para buscar uma investigação clínica quando se percebe um problema instalado. Uma dificuldade para aprender e acompanhar o ritmo da turma, problemas de comportamento – como ansiedade, medos, impulsividade, explosões de raiva e frustração, qualidade de socialização, entre outros – que se mostram significativamente mais intensos que o esperado para crianças de mesma faixa etária. Desta forma, esta percepção, normalmente vai ocorrer com a entrada da criança no ensino fundamental, normalmente a partir de seus 06 anos de idade, sinalizada na maioria das vezes, pela escola, uma vez que, é neste ambiente que passará boa parte do seu dia.

Porém, é imprescindível mudar este olhar e maneira de lidar com os problemas, com esta negação de possíveis dificuldades com medo de um diagnóstico ou da confirmação de uma dificuldade que precisa ser tratada, buscando uma atuação mais preventiva, pois a intervenção precoce nas fases iniciais do desenvolvimento trazem ganhos e domínios que podem alterar de maneira significativa a qualidade de vida desta criança.

Considerando esta nova abordagem do desenvolvimento da criança, torna-se essencial este olhar para as etapas iniciais deste desenvolvimento, pois engloba as chamadas “janelas de oportunidade”, que se referem a momentos específicos, ou seja, marcos que identificam o desenvolvimento típico esperado para cada faixa etária, onde atrasos podem estar sinalizando possíveis dificuldades, problemas ou transtornos do neurodesenvolvimento.

Desta forma, a Avaliação do Desenvolvimento Infantil surge como uma alternativa, não para se encontrar um problema, mas para identificar soluções preventivas.

 

Esta avaliação tem por objetivo identificar o perfil de desenvolvimento da criança, conhecendo suas potencialidades, habilidades que já domina, que estão em desenvolvimento e aquelas que são esperadas e não foram alcançadas. Identificar dificuldades, características de comportamento, temperamento, formas de enfrentamento de problemas, e como estas características interagem e se adaptam ao ambiente em que está inserida.

A partir destes dados, é possível a identificação precoce de características que possam estar interferindo no desenvolvimento, como a necessidade de maior estimulação em determinada área ou problemas no desenvolvimento neurológico e com isso, auxiliar profissionais de outras áreas numa investigação clínica, bem como orientar a família se houver real necessidade, traçando estratégias de intervenção para o ambiente familiar e escolar, que serão significativas para um prognóstico mais positivo, prevenindo possíveis problemas mais graves no desenvolvimento ou diminuindo a intensidade de sintomas – no caso de um efetivo transtorno do neurodesenvolvimento.

É indicada para crianças a partir da faixa etária pré-escolar, que apresentam um padrão de neurodesenvolvimento atípico – como atrasos na aquisição da linguagem, no desenvolvimento motor, dificuldades na interação social, na compreensão e capacidade de aprendizado, entre outros.

Profissional responsável: Katia A. K. Furlan – Psicóloga CRP08/09384. Formação em Ludoterapia. Pós-graduanda em Neuropsicologia e TEA (Transtorno do Espectro Autista).