Psicopedagogia, Psicologia e Fonoaudiologia em Curitiba.

FONOAUDIOLOGIA

Você está aqui: Home Fonoaudiologia

Fonoaudiologia

Criado por Helga em Espaço Psicologia Fonoaudióloga

A fonoaudiologia vem conquistando espaço e respeito cada vez maiores na área da saúde no Brasil. Trabalha na área de pesquisa, orientação, prevenção, aprimoramento, diagnóstico e reabilitação nas questões de comunicação oral e escrita, voz, audição e motricidade oral, em indivíduos de todas as idades. Geralmente é solicitado quando aparecem dúvidas com relação ao desenvolvimento da linguagem (oral ou escrita), disfluência, rouquidão, dificuldade na audição, na mastigação, na deglutição, respiração pela boca, articulação exagerada ou limitada, projeção da língua ao falar.
A comunicação oral tem dois aspectos: ouvir e falar. A linguagem oral é adquirida normalmente pela audição pela qual, a audiologia é responsável. Para avaliar a audição o profissional realiza exames audiológicos e otoneurológicos visando verificar se a função auditiva dos pacientes está normal ou se apresenta algum tipo de problema.
A fala e o aparelho fonador: A comunicação oral (capacidade de poder ouvir e de responder via linguagem oral) tem o aparelho fonador como seu veiculo. No que diz respeito à voz, atua na área da prevenção dos distúrbios da voz, bem como para melhorá-la, aperfeiçoando e promovendo a saúde vocal, e também na reabilitação dos problemas de voz.
Com relação à linguagem, o fonoaudiólogo observa o desenvolvimento da criança desde o nascimento no processo de aquisição e desenvolvimento da linguagem. Indivíduos com problemas de comunicação podem apresentar dificuldade na integração social e profissional.
Na motricidade oral, estuda-se a musculatura da face, boca e língua, atuando nos problemas ligados à: sucção, mastigação, deglutição, respiração e posicionamento da língua, e também na estética.
Nas áreas ligadas a fonoaudiologia este profissional responsabiliza-se pela promoção da saúde, prevenção, avaliação e diagnóstico, orientação, terapia (habilitação e reabilitação) e aperfeiçoamento dos aspectos fonoaudiológicos. Pode atuar sozinho ou em equipes multidisciplinares na área da saúde, em ambulatório (especialidades), clínicas, consultórios, hospitais, maternidades, domicilio, creches, berçários, escolas (comuns e especiais), asilos, casas de saúde, veículos de comunicação e associações.